08 junho, 2014

Resenha: Harry Potter e a Ordem da Fênix

TÍTULO: Harry Potter e a Ordem da Fênix
TÍTULO ORIGINAL: Harry Potter and the Order of the Phoenix
SÉRIE: Harry Potter
VOLUME: 5
AUTOR: J. K. Rowling
EDITORA: Rocco
PÁGINAS: 702
Minha Avaliação: 



Harry Potter chegou à adolescência. E, junto com as transformações desta época tão importante, vive seus dias mais sombrios na escola de magia de Hogwarts. Anunciado por sua própria autora, a escocesa J. K. Rowling, como o livro que inaugura a fase dark do personagem, Harry Potter e a Ordem da Fênix, quinto volume da saga do jovem bruxo,. saiu em junho na Inglaterra e nos Estados Unidos, provocando uma corrida dos jovens fãs do bruxinho às livrarias. A versão brasileira tem tradução de Lia Wyler, que precisou de muito talento e rapidez para traduzir as 704 páginas em tempo recorde: como havia um contrato de sigilo cercando Harry Potter e a Ordem da Fênix, Lia recebeu o livro junto com os leitores de língua inglesa e teve pouco mais de quatro meses para concluir a tarefa.
O quinto volume da série Harry Potter traz a mais longa das aventuras do aprendiz de feiticeiro: tem cerca de 255 mil palavras, pesa 800 gramas e tem tudo para surpreender os leitores. J. K. Rowling chegou a revelar que chorou ao escrever a morte de um dos personagens mais ligados a Harry Potter em A Ordem da Fênix, cujo título faz menção a uma sociedade secreta envolvendo parte dos professores da Escola de Magia. No livro, Harry não é mais um garoto. Aos 15 anos, continua sofrendo a rejeição dos Dursdley, sua estranhíssima família no mundo dos "trouxas", ou seja, todos os que não são bruxos. Também continua contando com Rony Weasley e Hermione Granger, seus melhores amigos em Hogwarts, para levar adiante suas investigações e aventuras. Mas o bruxinho começa a sentir e descobrir coisas novas, como o primeiro amor e a sexualidade. 
Nos volumes anteriores, J. K. Rowling mostrou como Harry foi transformado em celebridade no mundo da magia por ter derrotado, ainda bebê, Voldemort, o todo-poderoso bruxo das trevas que assassinou seus pais. Neste quinto livro da saga, o protagonista, numa crise típica da adolescência, tem ataques de mau humor com a perseguição da imprensa, que o segue por todos os lugares e chega a inventar declarações que nunca deu. Harry vai enfrentar as investidas de Voldemort sem a proteção de Dumbledore, já que o diretor de Hogwarts é afastado da escola. E vai ser sem a ajuda de seu protetor que o jovem herói enfrentará descobertas sobre a personalidade controversa de seu pai, Tiago Potter, e a já anunciada morte de alguém muito próximo. 
O desaparecimento de um dos personagens centrais da trama é um dos trunfos de A Ordem da Fênix que, com isto, transforma-se no livro mais dramático da série até agora. Não foi por acaso que J. K. Rowling chegou às lágrimas escrevendo.

ATENÇÃO: CONTÊM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES!

Harry Potter chegou à adolescência. E, junto com as transformações desta época tão importante, vive seus dias mais sombrios na escola de magia de Hogwarts. Anunciado por sua própria autora, a escocesa J. K. Rowling, como o livro que inaugura a fase darkdo personagem, Harry Potter e a Ordem da Fênix, quinto volume da saga do jovem bruxo,. saiu em junho na Inglaterra e nos Estados Unidos, provocando uma corrida dos jovens fãs do bruxinho às livrarias. A versão brasileira tem tradução de Lia Wyler, que precisou de muito talento e rapidez para traduzir as 704 páginas em tempo recorde: como havia um contrato de sigilo cercando Harry Potter e a Ordem da Fênix, Lia recebeu o livro junto com os leitores de língua inglesa e teve pouco mais de quatro meses para concluir a tarefa.

O quinto volume da série Harry Potter traz a mais longa das aventuras do aprendiz de feiticeiro: tem cerca de 255 mil palavras, pesa 800 gramas e tem tudo para surpreender os leitores. J. K. Rowling chegou a revelar que chorou ao escrever a morte de um dos personagens mais ligados a Harry Potter em A Ordem da Fênix, cujo título faz menção a uma sociedade secreta envolvendo parte dos professores da Escola de Magia. No livro, Harry não é mais um garoto. Aos 15 anos, continua sofrendo a rejeição dos Dursdley, sua estranhíssima família no mundo dos "trouxas", ou seja, todos os que não são bruxos. Também continua contando com Rony Weasley e Hermione Granger, seus melhores amigos em Hogwarts, para levar adiante suas investigações e aventuras. Mas o bruxinho começa a sentir e descobrir coisas novas, como o primeiro amor e a sexualidade. 

Nos volumes anteriores, J. K. Rowling mostrou como Harry foi transformado em celebridade no mundo da magia por ter derrotado, ainda bebê, Voldemort, o todo-poderoso bruxo das trevas que assassinou seus pais. Neste quinto livro da saga, o protagonista, numa crise típica da adolescência, tem ataques de mau humor com a perseguição da imprensa, que o segue por todos os lugares e chega a inventar declarações que nunca deu. Harry vai enfrentar as investidas de Voldemort sem a proteção de Dumbledore, já que o diretor de Hogwarts é afastado da escola. E vai ser sem a ajuda de seu protetor que o jovem herói enfrentará descobertas sobre a personalidade controversa de seu pai, Tiago Potter, e a já anunciada morte de alguém muito próximo. O desaparecimento de um dos personagens centrais da trama é um dos trunfos de A Ordem da Fênix que, com isto, transforma-se no livro mais dramático da série até agora. Não foi por acaso que J. K. Rowling chegou às lágrimas escrevendo.

Vocês lembram de que na resenha eu falei que todo livro de HP começava com ele na casa dos tios? Pois então, felizmente este fato é explicado no fim deste livro. É muito legal o modo com Rowling encaixou isto na história.

Mais uma vez Harry tem de enfrentar situações incomuns e perigosas que podem ser classificadas como: PERIGO MORTAL. Mas acho que isso não é nenhuma novidade não é?

Uma coisa que adorei é que ficamos sabendo um pouco mais sobre os pais de Harry, sobre Snape e também sobre Sirius.

A Ordem da Fênix é o livro mais extenso da saga inteira e também o mais dramático. A morte de um ente querido nos faz chorar de tanta tristeza. Não desgrude da caixinha de lenços quando estiver nos últimos capítulos.

Beijos e abraços
Laura Guimarães

4 comentários:

  1. Cara, eu tenho os livros de HP sei lá há quantos anos e até hoje não li todos, começo e paro, começo e paro. Mas ainda pretendo. Um dia.
    www.bookspelagi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha
      Eu já fui assim. Demorava séculos para ler um livro só. kkkkkkk
      Beijos

      Excluir
  2. Como não amar Harry Potter?!
    Adoro todos os livros! E os filmes são ainda mais lindos!
    Adorei a resenha e o blog. Já estou seguindo a fanpage para não perder nada!
    Beijos
    Isadora

    http://novoromance.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ooi Isadora
      Pois é, não sei como pode alguém não gostar de HP. Que bom que você gostou do Blog.
      Beijão

      Excluir

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo