26 maio, 2014

Resenha: Divergente

TÍTULO: Divergente
TÍTULO ORIGINAL: Divergent
SÉRIE: Divergente
VOLUME: 1
AUTOR: Veronica Roth
EDITORA: Rocco
PÁGINAS: 350
Minha Avaliação:





Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


Em uma Chicago futurista, toda a sociedade foi dividida em cinco grupos de pessoas, chamados de facções. Existem cinco facções e cada uma delas dedica-se ao cultivo de uma virtude em especial-a Abnegação (Altruísmo), a Amizade (Paz), a Audácia (Coragem), a Franqueza (Sinceridade) e a Erudição (Inteligência).

Todas as pessoas quando chegam aos 16 anos, são submetidas ao Teste de Aptidão, que lhes ajudará a escolher a facção que melhor corresponde à sua personalidade, e em seguida participam da Cerimônia de Escolha, onde os jovens decidem a que facção irão pertencer para o resto de suas vidas. Podendo permanecer na facção onde nasceram ou abandoná-la para sempre.

Para Beatrice Prior, a difícil decisão é entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é, não podendo ter os dois. Então, faz uma escolha que surpreende a todos quando decide se unir à facção dos corajosos, a Audácia.

Durante o processo de iniciação altamente violento e competitivo, Beatrice muda seu nome para Tris e se esforça para decidir quem são realente seus amigos e onde se encaixa nessa sua nova vida. Tris conhece um rapaz chamado Quatro, que é seu instrutor de iniciação. Tris acaba revelando ser apaixonada por ele. Quatro é um jovem ao mesmo tempo perturbador e cheio de segredos.

Mas Tris também tem um segredo, que mantêm escondido de todos, pois revelá-lo poderia significar sua morte: Ela é uma Divergente (apresenta aptidão para mais de uma facção). Isso a torna uma ameaça, pois aqueles que são Divergentes não podem ser manipulados ou persuadidos, ameaçando o sistema estabelecido. Portanto todos os Divergentes devem ser exterminados.

Ao descobrir um terrível plano da Erudição e da Audácia para dominar o Conselho Governamental da cidade, assumir o poder sobre as facções e destruir a Abnegação, Tris aprende que seu segredo pode ajudá-la a salvar aqueles que ama ou destruí-la para sempre. 

Eu adorei este livro! A cada capítulo ficamos cada vez mais curiosos para saber o que irá acontecer, os personagens nos envolvem, são bem elaborados, a história é muito original... Enfim, adorei!

Uma coisa que eu simplesmente adorei foi a personagem principal. Tris não espera que façam as coisas por ela, ela simplesmente vai lá e faz. A personagem tem um gênio forte, é teimosa, guerreira, não se deixa abalar pelas dificuldades. E um dos motivos pelo qual gostei dela é que me identifico com a personagem.

Quatro é outro personagem que também adorei. Ele é cheio de segredos, é misterioso, lindo, perfeito, maravilhoso, ai ai a Tris que se cuide! hahaha

O final deste livro é daqueles do tipo: PRECISO ler o próximo agoraa!!! O que me deixou louca par
a ler o próximo, além do final, foi para saber o que acontece com o casal. Simplesmente shipo demais Quatris!

Muitas pessoas ficaram revoltadas com a tradução do apelido Four para Quatro. Mas não vejo nada demais nesta tradução. Afinal é um apelido, e se não traduzissem o apelido não faria sentido. Mas se fosse o nome dele aí sim teríamos motivos para ficarmos zangados. Mas é só o apelido gente e como já disse se ele não fosse traduzido poderia não fazer sentido.

Beijos e abraços
Laura Guimarães







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo