28 abril, 2014

Resenha: Cidade de Vidro

TÍTULO: Cidade de Vidro
TÍTULO ORIGINAL: City of Glass
SÉRIE: Os Instrumentos Mortais
VOLUME: 3
AUTOR: Cassandra Clare
EDITORA: Galera Record
PÁGINAS: 476
Minha Avaliação: 


Clary está à procura de uma poção para salvar a vida de sua mãe. Para isso, ela deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras, criando um portal sozinha. Só mais uma prova de que seus poderes estão mais sofisticados a cada dia. Para Clary, o perigo que isso representa é tão ou menos assustador quanto o fato de que Jace não a quer por perto. Mas nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastá-la de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe. 

ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES!

SINOPSE:
Para salvar a vida de sua mãe, Clary deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras — podemos pular a regra de que diz que entrar em Alicante sem permissão é contra a lei e ir contra a lei pode significar a morte? E também que chegar lá, criando um Portal sozinha, só mostra o quanto os poderes de Clary são sofisticados e como isso é perigoso? Para complicar ainda mais, quando chega à cidade, ela logo descobre que Jace não a quer por perto (o que não se aplica a outras meninas...) e Simon, que nem queria estar ali, está sendo investigado por ser um vampiro que pode suportar a luz do sol.
Nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastar Clary de seu objetivo:
encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe. Para localizar o bruxo, Clary contará com um misterioso aliado, Sebastian, um Caçador de Sombras (quase) irresistível. À medida que se aproxima de respostas, Clary conhece mais sobre seu passado — e consequentemente sobre o passado de seu irmão...
A Clave está reunida. Todos sabem que Valentim, fortalecido como nunca, está convocando um exército para exterminar os Caçadores de Sombras e conseguir os Instrumentos Mortais. Aparentemente, a única chance de sobrevivência é unir forças: Caçadores e integrantes do Submundo. É possível esquecer as diferenças e o preconceito de séculos para lutar lado a lado? E Clary, dividida pelo que sente por Jace, conseguirá se armar de seus novos poderes para salvar a Cidade de Vidro — custe o que custar? Jace já se decidiu: vai arriscar tudo por ela.
O livro contém várias informações e personagens novos. Um deles é Sebastian Verlak um primo distante da família Lightwood. 

A maior parte do enredo se passa em Idris e finalmente podemos ter uma ideia de como é a cidade.

Sem mais delongas vou logo falando que é nesse livro que temos explicações do que aconteceu com a mãe de Clary e se Jace e Clary realmente são irmãos (não sei vocês mais eu nunca acreditei nisso) mas não se animem demais só sabemos isso no final do livro. : D

Cidade de vidro, assim como o primeiro da saga, é um dos melhores da série Instrumentos Mortais com bastante sarcasmo da parte de Jace, informações muitíssimo importantes e personagens novos marcantes na história.

Simplesmente ADOREI o livro mas não achei o final tão chocante quanto os outros. O enredo da história nos deixa presos ao livro o que faz com que queiramos lê-lo o tempo todo. Esse sim é um livro daqueles que falamos que apenas iremos ler um capítulo antes de dormir e quando formos ver já terminamos de ler. Cassandra mais uma vez me surpreendeu e superou minhas expectativas. Vale muito a pena ler o livro assim como os outros da saga.

Beijos e abraços
Laura Guimarães



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo